Portugal em Forma
Imprimir

6 Dicas importantes para reduzir o açúcar na sua alimentação

Posted by joana

As seis dicas que vai querer por em prática já este fim-de-semana!

1.Cortar o açúcar de vez.

Ao contrário do sal, que se pode ir diminuindo a dose lentamente, no caso do açúcar convém cortar logo. Açúcar no cafezinho, açúcar no leite, açúcar nisto, açúcar naquilo. Corte nisso. Quanto mais cedo cortar mais rápido o seu corpo se vai adaptar.

2. Adaptação em 20 dias.

Pode custar no início, mas ao longo dos dias vai se sentir melhor, com mais energia e, se voltar a ingerir a mesma quantidade de açúcar que ingeria antes vai ver que vai achar super doce. Está provado que o nosso paladar se adapta a novos sabores e mudanças, em 20 dias. Não é assim tanto tempo. Afinal somos uma enorme capacidade de adaptação.

3. Substituições.

Existe muita controvérsia sobre este os adoçantes,  que daria para um outro post. A questão dos adoçantes é que acordam os recetores de glicose no intestino indicando ao cérebro para libertar insulina para o sangue, da mesma que o açúcar mas com um choque ainda maior. Além de que alguns contém mesmo substâncias cancerígenas. O ideal seria não colocar de todo. Mas se mesmo assim optar por substituir, faça de uma maneira inteligente - opte por adoçantes naturais sem químicos, como a stevia que é originalmente uma planta, o açúcar mascavado,  o mel, para quem não é diabético, são opções mais saudáveis, no entanto são doces na mesma portanto devem ser utilizados com moderação.Veja qual a melhor opção se adapta ao seu dia a dia com conta peso e medida.

4. Canela.

Além de estar provado que a canela diminui os níveis de açúcar de sangue e consequentemente os picos de açúcar que se formam no sangue após a ingestão de um doce (e quando os níveis estão estáveis, as fomes incontroláveis por doces também diminuem), a canela possui um travo a doce o que “engana” saudavelmente o nosso cérebro.

5. Quando lhe apetecer um docinho.

Quando lhe apetecer algo doce, primeiro beba um copo de água e veja se é antes sede. Muitas vezes o nosso cérebro confunde fome com sede. Se não passar coma uma peça de fruta que seja mais doce. O açúcar presente na fruta é natural logo vai fazer-lhe muito menos mal do que produtos processados e carregados de açúcar.

6. Atenção aos rótulos.

É importante ler sempre bem os rótulos. Os açúcares vêm muitas vezes disfarçados por as denominadas terminações “oses”. Não se deixe enganar e informe-se bem. Nem sempre por não dizer açúcar quer dizer que seja saudável.

 

Joana R. Lewis

Licenciada em Dietética e Nutrição, pela EST