Portugal em Forma
Imprimir

Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa

Posted by joana

Ontem comemorou-se um dia importante, o dia Nacional da Gastronomia Portuguesa, com o intuito de sobressair umas das coisas que o nosso país tem de melhor, a gastronomia.

A gastronomia portuguesa tem uma riquesa imensa, com influências atlânticas e  mediterrânicas.

 

A palavra “dieta” deriva do termo grego “diaita” que significa estilo de vida equilibrado. A Dieta Mediterrânica assenta num estilo de vida com estas mesmo características, diversidade e equilíbrio. Os 10 princípios em que se baseia são:

·       Frugalidade e cozinha simples que tem na sua base preparados que protegem os nutrientes, como as sopas, os cozidos, os ensopados e as caldeiradas;

·       Elevado consumo de produtos vegetais em detrimento do consumo de alimentos de origem animal, nomeadamente de produtos hortícolas, fruta, pão de qualidade e cereais pouco refinados, leguminosas secas e frescas, frutos secos e oleaginosos;

·       Consumo de produtos vegetais produzidos localmente, frescos e da época;

·       Consumo de azeite como principal fonte de gordura;

·       Consumo moderado de lacticínios;

·       Utilização de ervas aromáticas como tempero em detrimento do sal;

·       Consumo frequente de pescado e baixo de carnes vermelhas;

·       Consumo baixo a moderado de vinho e apenas nas refeições principais;

·       Água como bebida de eleição ao longo do dia;

·        Convivialidade à volta da mesa.

 

Diversos estudos científicos sugerem que a dieta mediterrânica está associada a uma maior longevidade e diminuição de risco de desenvolvimento de diversas doenças, sendo considerada uma das dietas mais saudáveis do mundo. Como tal há que não perder a tradição e cuidar da nossa saúde.

 

A Associação Portuguesa dos Nutricionistas criou um mini glossários sobre alguns termos utilizados muitas vezes nas receitas culinárias portuguesas. Espreite.

Joana R. Lewis

Nutricionista Estagiária 2036NE

 

Referências: