Como respirar na execução de um exercício?

Num praticante iniciante, dada a necessidade de corretamente realizar o exercício em todas as suas componentes críticas, apenas se recomenda ao aluno que siga a tendência natural de respiração. Sugere-se que não realize a manobra de valsalva, que consiste na exalação forçada do ar contra a glote, que se encontra fechada. Esta manobra aumenta a pressão intra-torácica, diminui o retorno venoso e aumenta a pressão arterial.  Derivado a estas respostas fisiológicas as pessoas com problemas cardiovasculares e pressão arterial elevada deverão a evitar a realização de exercícios com carga elevada acompanhado de manobra de Valsalva. Os praticantes que realizam esta manobra procuram estabilizar o tronco e aumentar os níveis de força.

Após domínio da execução do exercício podemos já orientar a respiração do praticante para a realização da expiração durante a fase concêntrica* e da inspiração durante a fase excêntrica. Conseguimos desta forma melhorar o rendimento, pois, na fase concêntrica, em que temos maior dificuldade neuromuscular, temos o auxílio da expiração e músculos expiratórios, enquanto na fase excêntrica, que se reveste de maior facilidade, podemos aproveitar para inspirar.

 

Bons treinos e sempre a respirar!

  * Na ação muscular concêntrica, a força muscular supera a resistência externa, ocorrendo um encurtamento do músculo

Rodrigo Ruivo