Agachamento - joelho deve ou não ultrapassar a ponta do pé?

Desde sempre sou um fã do exercício de agachamento! 

Como tal, o conhecimento do limite da amplitude e das componentes críticas deste exercício sempre têm ocupado o meu estudo teórico e a minha experiência prática. 

Neste âmbito, muitas vezes se coloca a questão: na descida o joelho deve ou não ultrapassar a ponta do pé? Um estudo de Chilling (2003) comparou no exercício de agachamento com e sem restrição do deslocamento anterior do joelho o trabalho de força nas articulações do joelho e da bacia e alguns ângulos posturais.

O resultado claro foi o de que ao restringir o deslocamento anterior do joelho consegue-se reduzir o trabalho de força nesta articulação, mas, em contrapartida, o trabalho de força na articulação da bacia é superior (porque há um menor ângulo do tronco relativamente á horizontal). 

Concluindo, de modo a que se consigam otimizar as forças em todas as articulações envolvidas pode ser vantajoso permitir-se que os joelhos ultrapassem ligeiramente a ponta dos pés quando numa posição de 90º de agachamento.

A opção por esta sugestão dependerá, obviamente, da avaliação postural e da condição clínica de cada sujeito. 

Rodrigo Ruivo 

Chilling, B. R. K. S. (2003). Effect of Knee Position on Hip and Knee Torques AND, 17(4), 629–633.